ATENÇÃO:: Esta barra lateral está vazia, clique aqui e adicione widgets na "Sidebar Educação Ambiental After (Menu)" area.

Formação de professores

Print Friendly

Formação de professores

Cursos e vivências transmitem novos valores e práticas pedagógicas e educadores do município

Personagem-chave no processo de formação de cidadãos comprometidos com sua comunidade e com o ambiente no qual vive, o educador merece, por isso, uma atenção toda especial por parte da Sobloco. A abertura desta frente de trabalho dirigida especialmente a ele surgiu da constatação de que um professor teoricamente embasado, tecnicamente treinado e pessoalmente estimulado é capaz de fazer com que o aprendizado seja uma das experiências mais gratificantes da vida de uma pessoa.

 

Decidida a contribuir para o estímulo e a atualização dos mestres, a Sobloco tem realizado uma série de cursos e oficinas ministrados por cientistas, estudiosos e especialistas em educação e questões socioambientais. Essa frente de trabalho foi inaugurada em 2007 com o curso “Ecologia no Dia a Dia”, que durante todo o ano reuniu um número significativo de professores de Bertioga e que contou, inclusive, com a honrosa participação do ilustre professor Aziz Ab’Saber, da Universidade de São Paulo.

 

 

Em 2008, foi a vez do curso “Agenda 21 na Escola”. Em seis encontros, professores e alunos representantes discutiram a forma como cada um poderia adotar medidas de proteção ambiental em suas escolas, de acordo com a Agenda 21 – documento redigido durante a conferência da ONU Rio-92, estabelecendo a importância de cada país refletir, global e localmente, sob os problemas socioambientais. Esse curso teve um saldo altamente positivo: a adoção da Agenda 21 nas escolas de Bertioga, a partir da 6ª série, dando início a uma nova e ativa frente de trabalho com a formação das comissões de meio ambiente nas escolas.

 

Dando segmento ao projeto de formação de professores, em 2011 foi realizado o curso sobre a Carta da Terra, documento também estabelecido na Rio-92 e que constitui uma declaração de princípios éticos fundamentais para a construção, no século 21, de uma sociedade global justa, sustentável e pacífica. Sob o comando de profissionais contratados do Instituto Paulo Freire de Educação, os educadores reciclaram seus conhecimentos, trocaram experiências e criaram novas ferramentas para uma prática ecopedagógica compatível com os valores da Carta da Terra.

 

Essa frente de trabalho incluiu, ainda, vivências no meio natural – jogos, dinâmicas de grupo e experiências sensoriais que podem ser utilizadas com os alunos – por meio do Curso “Vivências com a Natureza”, baseado no método do aprendizado sequencial de Joseph Cornell.

 

Realizadas com frequência nas próprias escolas, as oficinas de manejo de horta, jardim e de composteiras  não só orientam os mestres sobre a forma correta de mexer e a cuidar da terra e de seus frutos como os ensinam a preparar alimentos com as verduras e hortaliças colhidas na horta da escola.

 

Notícias

Dia mundial da água

Estudantes de Bertioga visitam a Estação de Tratamento de Água da Riviera.

Encontro com educadores

Sobloco promove encontro com educadores das escolas Parceiras do Programa Clorofila

Programa Clorofila é destaque na Globo

Plantios, hortas, culinária sustentável. Essas iniciativas do Programa Clorofila de Educação Ambiental, realizado pela Sobloco há 24 anos com jovens e crianças de Bertioga foi destaque no Programa Como Será da Rede Globo. Assista o vídeo.