Gestão de resíduos

Print Friendly

Coleta Seletiva de Lixo

A Riviera mantém um dos mais bem sucedidos programas de gerenciamento de resíduos sólidos do país

Selecionar o lixo para a reciclagem é hoje uma prática comum em várias cidades brasileiras, mas em 1992, quando a Sobloco implantou o seu pioneiro Programa de Gerenciamento de Resíduos da Riviera, poucos sabiam o que isso significava e porque deveria ser feito.

 

Todos os dias, materiais recicláveis como papel, vidro, metal e plástico, previamente selecionados pelos moradores em casa são recolhidos e levados para uma Central de Triagem.  Alí os materiais são selecionados e organizados para venda. A renda resultante é revertida para a Fundação 10 de Agosto, também instalada na Riviera e que promove diversas atividades de cunho social.

 

O programa de gerenciamento de resíduos sólidos da Riviera é hoje totalmente operacionalizado pela Associação dos Amigos da Riviera. Já coletou e destinou mais de 4,2 mil toneladas de recicláveis e foi considerado como uma das melhores experiências brasileiras no campo da coleta seletiva de lixo pela Universidade Federal Fluminense – UFF/CIRS.

 

Os resíduos coletados, perigosos ou não, são triados,  armazenados na Central de Triagem da Riviera e devidamente destinados.
Os resíduos das podas são triturados, gerando composto orgânico que, muitas vezes é usado no próprio paisagismo do empreendimento.

 

Os resíduos perigosos são destinados para empresas especializadas neste tipo de reciclagem como Suzaquim Ind. Química; Apliquim Brasil Recicle; Lwart Lubrificantes; Fabril Paulista, entre outros.

 

O Programa classifica os resíduos de acordo com os materiais, da seguinte forma:

Materiais

Acondicionamento

Armazenamento

RECICLÁVEIS

Papéis e papelões

Enfardamento

Central de triagem

Plásticos

Enfardamento

Central de triagem

Vidros (potes e garrafas)

Baia de cacos

Central de triagem

Alumínio

Bags

Central de triagem

Sucata de ferro

Caçamba rollon

ETE

VOLUMOSOS

Madeira

Caçamba rollon

Área particular

Pneus

Cobertos em abrigo

ETE

Poda de árvores

A granel

Área particular

POTENCIALMENTE PERIGOSOS

Pilhas

Garrafas PET

Central de triagem

Baterias

Caixas

Central de triagem

Lâmpadas fluorescentes

Recinto fechado

Central de triagem

Óleo Lubrificante

Bombonas plásticas

Oficina da AARSL

Eletrônicos

Caixas

Central de triagem

Areia contamin.  por óleo

Caçamba coberta

ETE

Tintas e similares

Bombonas plásticas

ETE

OUTROS RESÍDUOS

 

 

 

Óleo vegetal

Bombonas plásticas

Sede da AARSL

Cartuchos de impressora

Caixas de papelão

Sede da AARSL

 

 

 

 

Atualmente, a coleta atinge um volume mensal de 22 toneladas.
Desde seu início até 2012, o Programa coletou mais de 4,2  mil toneladas de lixo, as seguintes quantidades de resíduos:

 

Papelão…      1, 95 mil toneladas
Papel ….        284  toneladas
Alumínio……. 63 toneladas
Ferro ………….420 toneladas
Pet ……………..80 toneladas
Plastico ………439 toneladas
Vidro …………..965 toneladas

 

Resíduos volumosos
Pneus ….   3,3 mil unidades
Madeira ….   7,0 mil m3
Podas de árvores … 160 mil m3

 

Resíduos Perigosos
Pilhas, baterias, lixo tecnológico  …. 28,5 toneladas
Lampadas fluorescentes ….  71 mil unidades
Mix sobras de tintas,, areia contaminada com óleos/graxa e filtros de óleo… 57 toneladas
Óleo Lubrificante usado …..   44,8 mil litros
Toalhas com resíduos … 4,7 toneladas
Lodo de esgoto … 2,2 toneladas

 

– Junta-se ao óleo lubrificante gerado na oficina da AARSL para encaminhamento ao destino exigido por lei..
– São desmontados e as peças recicláveis encaminhadas como plásticos. Somente os componentes eletrônicos são destinados como tal.
Somente os gerados pelos escritórios da administração da AARSL

 

Outros resíduos
Óleo vegetal usado  …. 61,4 mil litros
Cartuchos de impressora … 5 mil unidades

 

Gerenciamento de resíduos na construção civil

O programa de gerenciamento de resíduos da construção civil desenvolvido pela Sobloco em suas obras na Riviera, lhe renderam o Premio Máster Imobiliário de 2005. Com uma iniciativa inédita e se antecipando à resolução Conama 307, a Sobloco vem realizando em suas obras de prédios na Riviera, um trabalho de coleta, separação e destinação de resíduos, evitando que materiais sejam destinados para locais impróprios. Até agora, o programa já evitou que mais de 5 mil toneladas de resíduos de obras, fossem encaminhadas para aterros ou outro locais desconhecidos .

 

Notícias

Bertioga discute seu futuro

Seminário Bertioga 2030 reuniu lideranças e comunidade para discutir o futuro da cidade.

Mobilidade urbana, ciclovias e calçadas

Associação dos Amigos investe em novos trechos de ciclovias

Coleta seletiva eficiente

O Programa de Gerenciamento de Resíduos da Riviera prima pela eficiência em plena temporada de verão